Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Ir para cima

Artículos etiquetados con: percurso

A GUIONISTA PAZ ALICIA GARCIADIEGO, ARIEL DE OURO AO PERCURSO: “SER AUTOR É SER RESPONSÁVEL PELA OBRA, RESPONDER POR ELA”

Num perfil publicado na revista Gatopardo, Ricardo Marín lembrava há pouco que a argumentista mexicana Paz Alicia Garciadiego costuma medir o tempo em filmes. Os filmes cujas histórias e diálogos têm a sua assinatura. Às vezes diz, por exemplo, “Demorámos vários, não digamos anos, mas sim filmes a concretizar este projeto”. Ou também: “Sim, isso foi há quatro filmes”. São a sua maneira de evocar, de trazer para o presente acontecimentos que para ela têm um apoio real no mundo do cinema, o seu mundo. É por isso que ninguém ficou surpreendido com o facto de este ano a Academia Mexicana das Artes e Ciências Cinematográficas (AMACC) lhe conceder o seu máximo galardão, o Ariel de Ouro ao percurso, na 61.ª edição dos famosos Arieles mexicanos. É a primeira vez que este prémio é concedido a uma escritora (ou escritor) exclusivamente cinematográfico, razão pela qual, no seu discurso de recebimento, a autora de guiões célebres como o de Profundo carmesí ou El coronel no tiene quien le escriba tenha sido profundamente reivindicativa com os seus: “Quero dedicá-lo ao meu setor: os guionistas”, disse, e os aplausos ressoaram com força. Ler mais…

ADEUS A DIEGO GALÁN, O DIRETOR QUE FEZ DE SAN SEBASTIÁN O FESTIVAL DE TOD@S

O cineasta, crítico, historiador e duas vezes diretor do Festival de San Sebastián (de 1986 a 1989 e de 1993 a 2000) faleceu na segunda-feira dia 15 de abril aos 72 anos de idade. Há apenas uns meses, em outubro do ano passado, recebera a Medalha de Honra da Academia do Cinema em reconhecimento do seu “admirável percurso” e da sua “dedicação constante ao cinema espanhol”. Realizador de numerosos documentários e séries de televisão, e autor de uma dúzia de livros entre os que se destacam ¿Reírse en España? El humor español en el banquillo, Fernando Fernán-Gómez. Apasionadas andanzas de un señor muy pelirrojo ou Pilar Miró. Nadie me enseñó a vivir, a relação de Galán com o Festival de San Sebastián começou como crítico, continuou como assessor e logo no ano seguinte – em 1986 – era já nomeado diretor do certame. Nessa primeira fase como diretor recuperou a categoria A para o Festival basco e conseguiu atrair grandes figuras do cinema mundial.
Ler mais…

Blogroll

    ICAU AECID ANCINE Ministero per i beni e le attività culturali e per il turismo (ITALIA) Centro Costarricense de Producción Cinematográfica CNCINE CNAC ICAIC Consejo Nacional de la Cultura y las Artes Secretaria Ministério do Audiovisual da Cultura Secretaría Nacional de Cultura de Paraguay Dirección General de Cine (DGCINE) – República Dominicana ICA Instituto Mexicano de Cinematografía INCAA Ministerio de Cultura República de Colombia Corporación CINE Puerto Rico Cinemateca Nacional (Nicaragua) DICINE – Dirección General de Cine (Panamá) ADECINE Bolivia Secretaría de Cultura (México) Perú – Ministerio de Cultura

Unidad Técnica Programa Ibermedia, 2013 - Desarrollado por CódigoMedia