Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Ir para cima

Breve dicionário audiovisual do Ibermedia

Tal como os outros, também no Ibermedia estamos a tentar compreender a nova terminologia usada pelos profissionais da indústria audiovisual. Onde quer que vamos, ouvimos estranhas palavras (nós chamamo-las «palavros») tais como crowdfunding, edutainment ou hackathon, cujo significado nem sequer é claro na sua língua original (pois, muitas vezes, um «palavro» vem de um jogo de palavras prévio). Este breve dicionário ou manual de novos termos nasce com o fim de reunir e compreender esse novo léxico usado desde há pouco tempo e que evolui com a mesma velocidade do que a tecnologia. As fontes não são citadas porque a maioria delas provém de materiais tão diversos quanto dispersos, como blogues, sites, portais de universidades, a Wikipédia, livros de marketing ou o mundo dos videojogos. Em cada entrega iremos acrescentar dois palavros novos; aprender vai ser divertido.

A B C E F G H M O R S T V

Fan Fiction

Nova ficção produzida pelos fãs de uma obra ou a partir do trabalho original.

Costuma ser literária, embora se produzam cada vez mais bandas desenhadas, vídeos, animações, diários, etc.

A fan fiction define-se por estar relacionada com o universo ficcional “canónico” de uma história, e ao mesmo tempo por existir em simultâneo fora desse cânone. Pode estar baseada num único universo, como a Guerra das Estrelas, ou conter histórias e personagens cruzadas, como por exemplo o “Super-Homem e Harry Potter” ou “O Doutor Spock chega à Terra Média”. A maioria dos seus criadores assume que só vão ser lidos por outros fãs, pelo que partem do princípio de que os seguidores conhecem muito bem o universo “canónico” em que as suas histórias se baseiam.

Os conteúdos são raramente autorizados pelo autor, criador ou produtor, e quase nunca publicados de forma profissional. Costumam conter um parágrafo (disclaimer) que funciona como uma cláusula, em que o autor/fã reconhece não ser proprietário dos direitos das personagens ou do ambiente.

Os autores destas ficções não pretendem obter dinheiro; desenvolvem-nas porque a história original os entusiasma, porque entreveem brechas pelas quais podem continuar a desenvolver a história ou porque não querem que acabe.

CAACI

Blogroll

    ICAU AECID ANCINE Centro Costarricense de Producción Cinematográfica CNCINE CNAC CONACINE Bolivia Consejo Nacional para la Cultura y las Artes ICAIC Consejo Nacional de la Cultura y las Artes Perú – Ministerio de Cultura Secretaria Ministério do Audiovisual da Cultura Secretaría Nacional de Cultura de Paraguay Dirección General de Cine (DGCINE) – República Dominicana ICA Instituto Mexicano de Cinematografía INCAA Ministerio de Cultura República de Colombia Corporación CINE Puerto Rico Sistema Estatal de Radio y Televisión

Unidad Técnica Programa Ibermedia, 2013 - Desarrollado por CódigoMedia