Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Ir para cima

Miriam miente, de Natalia Cabral y Oriol Estrada.

Miriam miente, a co-produção dominicano-espanhola realizada por Natalia Cabral e Oriol Estrada, será apresentada na Casa de América de Madrid todas as quintas-feiras, sextas-feiras e sábados de 28 de fevereiro a 16 de março. O filme foi um dos grandes vencedores no recente 44.º Festival de Cinema Ibero-americano de Huelva, onde ganhou o Colombo de Ouro ao Melhor Filme pela sua “elegante delicadeza e frescura” para narrar “as contradições sociais e os preconceitos raciais que são transmitidos de pais a filhos”, segundo anunciado pelo júri. Miriam miente recebeu o apoio do Ibermedia à Co-produção na Convocatória 2015. Após a estreia no 53.º Festival de Karlovy Vary, onde obteve uma menção do Júri, foi também apresentado no BFI London Film Festival e no Festival de Chicago. A madrilena Casa de América teve a boa pontaria — como sempre — de incluir Miriam miente na programação regular do seu cinema, pelo que os cinéfilos residentes na capital espanhola poderão vê-lo qualquer um dos dias indicados, às 19:30 horas, na sua acolhedora Sala Iberia.

A partir das atribulações de duas amigas adolescentes, Miriam miente aborda as dinâmicas com que a discriminação racial e classista opera na sociedade dominicana. “O que dizemos nele é muito importante, é necessário”, disse o catalão Oriol Estrada ao receber o Colombo de Ouro no Festival de Huelva. Ao seu lado estavam Natalia Cabral, dominicana e co-realizadora do filme, e a pequena filha de ambos, numa imagem simbólica pela sua reivindicação da mestiçagem como um dos principais patrimónios culturais da nossa comunidade ibero-americana.

Protagonizado por duas atrizes locais, Dulce Rodríguez e Carolina Rohana, Miriam miente é a primeira incursão da dupla Cabral-Estrada na ficção após filmarem, também em conjunto, os auspiciosos documentários Tú y yo e El sitio de los sitios, ambos premiados em importantes festivais como o Internacional de Documentários de Amesterdão (IFDA), o de Málaga, Visions du Réel, Cartagena, Biarritz ou Havana.

“Narrado durante a preparação de uma aristocrática festa, o nosso objetivo é criar uma história aparentemente simples, um pequeno relato caribenho de raças e classes sociais que, devido a calamidades históricas não resolvidas, dará por si condenada ao desencanto”, referiram os realizadores ao portal especializado em cinema latino-americano LatAm Cinema.

Na madrilena Casa de América, o filme está programado para as quintas-feiras, sextas-feiras e sábados de 28 de fevereiro a 16 de março de 2019 (exceto quinta-feira dia 7 de março), às 19:00, na Sala Iberia.

Na República Dominicana, pode ser visto a partir de 7 de março.

Trailer

Tags | , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

CAACI

Blogroll

    ICAU AECID ANCINE Centro Costarricense de Producción Cinematográfica CNCINE CNAC CONACINE Bolivia Consejo Nacional para la Cultura y las Artes ICAIC Consejo Nacional de la Cultura y las Artes Perú – Ministerio de Cultura Secretaria Ministério do Audiovisual da Cultura Secretaría Nacional de Cultura de Paraguay Dirección General de Cine (DGCINE) – República Dominicana ICA Instituto Mexicano de Cinematografía INCAA Ministerio de Cultura República de Colombia Corporación CINE Puerto Rico Sistema Estatal de Radio y Televisión

Unidad Técnica Programa Ibermedia, 2013 - Desarrollado por CódigoMedia